sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

É preciso Shakespeare...

Trecho do filme " A loja mágica de brinquedos"
Sr. Magorium (Dustin Hoffman), um excêntrico dono de uma loja de brinquedos, conta para sua assistente Mahoney (Natalie Portman) que vai morrer naquele dia. Ela fica triste e não aceita. Então ele faz esse belo discurso. Roteiro: Zach Helm.

Sr. Magorium – Quando o Rei Lear morre no ato 5, sabe o que Shakespeare escreveu? Ele escreveu “Ele morre”. Só isso. Nada mais. Sem fanfarras, sem metáforas, sem palavras finais brilhantes. O ponto culminante da mais influente obra da literatura dramática é “Ele morre”. Foi preciso Shakespeare, um gênio, para escrever “ele morre”. E sempre que leio essas palavras, sou tomado por um desassossego. Sei que é natural ficar triste. Mas não pelas palavras “ele morre”, mas pela vida que vimos antes dessas palavras.Eu vivi todos os meus cinco atos, Mahoney. E não peço para que fique feliz com minha partida. Só peço que vire a página, continue lendo e deixe que a próxima história comece. E, se algum dia alguém perguntar por mim, conte minha vida com todo o esplendor e termine com um simples e modesto: “Ele morreu”.

2 comentários:

Marliborges disse...

Oi Roberta, que discurso fantástico, mostre o esplendor e termine simplesmente, mas é claro(!), o fim é simples mesmo. Adorei, aplausos! bjssss

Rômulo Cézar Souza disse...

Legal essa tua postagem. Assim que vi o nome "Shakespeare" eu me interessei e comecei a ler. Um escritor fascinante. Sabe ser simples nos momentos que exigem simplicidade. A respeito do filme em pauta, eu ainda não assisti, porém pelo que eu pude observar, ele deve ser muito bom. Eu procurarei por esse filme da próxima vez que eu for na locadora.

Força sempre!!